ANDANDO DE TGV NA FRANÇA

Olá, pessoal!!

 

Hoje estamos republicando o post sobre TGV na França, com algumas atualizações sobre as passagens…

O TGV é um trem de alta velocidade que opera em toda França e fora do país. 

 Slide2.JPG

Na primeira vez que entramos na GARE para comprar nossa passagem, confesso que foi um pouco assustador por dois motivos: 

 

1º A única palavra que sabíamos falar era “bonjour” heheh

2º Entender o funcionamento dentro da Gare (comprar passagem, compostar bilhete e localizar a plataforma).

Após o susto inicial, foi mais fácil do que imaginávamos. Viajar de TGV é uma experiência muito boa.


Slide3.JPG


O post de hoje tem algumas dicas sobre a compra das passagens e alguns procedimentos que devemos fazer antes de viajar de trem. Et voilà!

 


Algumas fotos de dentro do  TGV!!

Como pagar mais barato na passagem?

 

Existem dois fatores que ajudam muito a economizar: comprar com antecedência e ter flexibilidade no horário. Flexibilidade no horário significa que você pode, na mesma data, encontrar tarifas mais baratas em horários diferentes.


Atenção na passagem!!

Verifiquem as condições da passagem,  ou seja, se ela permite reembolso ou troca posterior. Estas informações são obtidas no momento da consulta de horários no site da SNCF (http://www.sncf.com) ou, para os que optarem comprar direto no ponto de vendas da SNCF, direto com o vendedor (desculpem, mas não me recordo se eles passam essa informação sem nós perguntarmos).


Promoções de última hora!!

O sistema de promoções funciona igual ao do avião: quando não completa o número de passageiros eles costumam (NÃO É REGRA!!) aparecer com promoções de última hora. 

Se você já tem uma programação, não recomendo ficar esperando essa promoção, pois, como eu disse, “costumam” pode ser que não aconteça.

Com a passagem em mãos, quais são os próximos passos??!!

A etapa mais importante, após comprar a passagem, é compostar,  ou seja, validar o bilhete nas maquininhas amarelas antes de embarcar. 

Dica: Olhe como as pessoas estão fazendo na hora do embarque e repita o procedimento. Isso ajuda muito heheh.

Se a fiscalização entrar dentro do trem e sua passagem não estiver validada, mesmo que você tenha comprado tudo certinho, vai pagar multa.

Compostage – máquina para validar a passagem
Slide4.JPG

Update: para quem optar por comprar pela internet existe o e-billet, que nada mais é do que um ticket eletrônico nominal (ele é específico de o passageiro designado no bilhete, não podendo ser passado para outra pessoa). Este ticket não precisa ser compostado e, se você possuir o app da SNCF e linkar o ticket no app, você também não precisa nem imprimir, bastando apenas apresentar o QR code exibido pelo app para o fiscal (quando houver). Existem 2 apps da SNCF que fazem esta função: o SNCF (link para iOS, Android e Windows Phone) e o Voyages-SNCF (link para iOS, Android e Windows Phone)… a principal diferença entre eles é que, apesar de ambos servirem para validar o ticket em caso de fiscalização, o Voyages-SNCF permite que você acesse seu perfil no site da SNCF, podendo comprar bilhetes, gerenciar as compras, etc… enquanto que o SNCF é mais como uma ferramenta para verificação de linhas de trem, gares e consulta de horários. Ambos apps emitem alertas no caso de modificação da sua passagem, como atrasos, alteração da plataforma, etc. Ainda, se você tiver o Apple Watch, ao instalar o Voyages-SNCF no iPhone você pode transferi-lo para ele e ter acesso aos dados da passagem (além do QR code para o caso de fiscalização) diretamente no relógio, além das notificações… que são espelhadas do telefone.

Após compostar a passagem (caso seu ticket assim o exija), vamos localizar a plataforma. O número da plataforma não vem impresso na passagem, ele aparece no painel alguns minutos antes do embarque: o número do trem, o nome da cidade final (se for uma viagem com escala, pode ser que o seu destino não apareça escrito no painel) e o número da plataforma.

Dica: Eu sempre procuro pelo número do trem para não ter erro.

Slide5.JPG

As informações que obtemos na passagem são: o número do vagão, que, em francês, chama-se voiture, e o número do assento, que, em francês, chama-se place assise (se for no corredor) e place fenêtre (se for na janela).

Slide6.JPG


O espaço para guardar as malas grandes são de quem chegar primeiro: lembre-se que você vai ter que se virar sozinho com sua bagagem, ninguém vai carregar nada para você.

Dica: Recomendo, após saber o número da plataforma, ir o mais breve possível para o local, pois o trem é extenso e você vai ter que procurar o vagão correspondente a sua passagem, e, normalmente, o trem sai exatamente na hora prevista. Caso você esteja viajando com mala pequena é possível colocar no compartimento acima dos assentos.

 

Slide7.JPG

Feito tudo isso, agora é só relaxar e apreciar a paisagem. 

Slide8.JPG
Boa viagem!!
 

Para mais dicas acessem:

Fico por aqui e até o próximo post.
Beijos

Instagram:@gengibrecomcanela

Twitter:@gengibrecanela

“Bem aventurado o homem que tem em ti suas forças, em cujo coração estão teus caminhos”.

Salmos 84-5

 

Faça suas reservas pelo Booking clicando no link abaixo! Nós receberemos uma comissão, mas você não paga nada a mais por isso, e estará ajudando a manter o blog!



Booking.com

Pensando em alugar um carro? Reserve pela Rent Cars clicando no link abaixo. A Rent Cars pesquisa os melhores preços nas melhores operadoras. Alugando por aqui nós recebemos uma comissão e você não paga nada a mais por isso, além de ajudar a manter o blog.



IMG_0769

por Vanessa Ribeiro

 

Anúncios

Deixe uma resposta